top of page

Modelos de Aprendizagem

Antes de começar a interagir com o tema, gostaria de te fazer uma pergunta:


1) Você conhece os modelos relacionados à aprendizagem?


2) Qual modelo é mais eficiente para Você: visual, auditivo ou cinestésico?


Se Você não respondeu com clareza a pergunta, então precisa acompanhar este artigo com toda a atenção.


O que vai encontrar neste artigo:


1) O que são modelos de aprendizagem?


2) Modelo Visual


3) Modelo Cinestésico


4) Modelo Auditivo


1) O que são modelos de aprendizagem?


O processo estudantil é composto por diversas peculiaridades, dentre elas a forma que o estudante efetua com prevalência a retenção do conteúdo programático. A palavra “estudar” vai muito além de simplesmente ouvir um professor ou ler acerca de determinado assunto.

Com efeito, o aprendizado do conteúdo que será objeto de avaliação no concurso público ou em qualquer outro processo de avaliação requer a utilização de técnicas eficientes que lhe permita a captação e armazenamento da informação. Neste sentido, três modelos de aprendizagem possui destaque: o visual, o auditivo e o cinestésico.

Antes de adentrarmos a análise de cada um dos modelos é importante frisar que não há excludência, ou seja, todos os estudantes se utilizam dos três modelos, no entanto existe destaque para um ou alguns deles.


2) Modelo Visual


O primeiro modelo de traduz nos Alunos(as) considerados visuais. A utilização da visão se configura como o sentido principal de retenção dos conteúdos. Neste caso, o estudante consegue absorver os detalhes abordados nas aulas expositivas a partir de quadros esquemáticos, tabelas de sistematização, mapas mentais, etc., que possibilitem um desenho mental com evidências dos assuntos analisados.

Assista ao vídeo abaixo e entenda como os modelos de aprendizagem se destacam:

3) Modelo Cinestésico


Os Alunos(as) cinestésicos são aquelas que precisam de uma atuação ativa para que o aprendizado se consolide. Existe a necessidade por parte deste perfil de estudante de tocar, cheirar, experimentar, sentir, etc. Ou seja, o(a) Aluno(a) precisa de uma tradução mais prática dos assuntos a fim de gerar um grau de fixação mais robusto dos conteúdos em processo de aprendizagem.

Neste modelo, o Aluno(a) não se contenta em apenas visualizar ou ouvir um conteúdo, ele ou ela precisa “colocar a mão na massa”. O desenvolvimento de interpretações, fichamento, resumos são pontos cruciais de retenção do conteúdo programático.


4) Modelo Auditivo


O terceiro modelo é marcado pelos Alunos(as) auditivos. Neste caso, a fonte principal de retenção dos conteúdos está na audição, isto é, os conteúdos precisam ser apresentados em um formato em que este sentido tenha destaque.

Com efeito, para os Alunos auditivos, a utilização de podcasts é uma ferramenta que possibilita resultados expressivos. Assim, aplicativos que possibilitem a reprodução da Constituição, de leis, a existência de questões comentadas em áudio são fatores que tornam o processo de aprendizagem mais eficiente.

A fim de corroborar o entendimento acerca do processo de aprendizagem pelo modelo auditivo, ouça o podcast abaixo acerca dos 03 elementos que geram um aprendizado mais eficiente.


Clique para ouvir o Podcast:



Nos vemos nos próximos artigos.


Grande Abraço,

Prof. Alan Vinícius

516 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page